Encontro de Pjoteiros em algum lugar deste Brasil Varonil. Contribuição da PJ da Depressão
A recente polêmica do blog Porta Fidei com alguns membros da Pastoral da Juventude rendeu alguns comentários interessantes. Dentre eles, gostaria de destacar este aqui:
Evandro said:
Infelizmente só tenho a lamentar!
Imaginando ser Eu um jovem de outra crença, qual a imagem que tudo que esta escrito aqui me transmite? Vocês como irmãos e irmãs se perguntaram isso? Se cada um se diz Cristão, o que é ser Cristão?
Sem mais, deixarei um pequeno trecho de uma inspiradora carta que resume o ser PJ de muitos, como também o ser Cristão que todos somos:
“Como Igreja queremos viver, à luz do Evangelho, a paixão obsessiva de Jesus, o Reino. Queremos ser Igreja da opção pelos pobres, comunidade ecumênica e macroecumênica também. O Deus em quem acreditamos, o Abbá de Jesus, não pode ser de jeito nenhum causa de fundamentalismos, de exclusões, de inclusões absorventes, de orgulho proselitista. Chega de fazermos do nosso Deus o único Deus verdadeiro. «Meu Deus, me deixa ver a Deus?». Com todo respeito pela opinião do Papa Bento XVI, o diálogo interreligioso não somente é possível, é necessário. Faremos da corresponsabilidade eclesial a expressão legítima de uma fé adulta. Exigiremos, corrigindo séculos de descriminação, a plena igualdade da mulher na vida e nos ministérios da Igreja. A Igreja será uma rede de comunidades orantes, servidoras, proféticas, testemunhas da Boa Nova: uma Boa Nova de vida, de liberdade, de comunhão feliz. Uma Boa Nova de misericórdia, de acolhida, de perdão, de ternura, samaritana à beira de todos os caminhos da Humanidade. Seguiremos fazendo que se viva na prática eclesial a advertência de Jesus: «Não será assim entre vocês» (Mt 21,26). A Igreja se comprometerá, sem medo, sem evasões, com as grandes causas de justiça e da paz, dos direitos humanos e da igualdade reconhecida de todos os povos. Será profecia de anuncio, de denúncia, de consolação. A política vivida por todos os cristãos e cristãs será aquela «expressão mais alta do amor fraterno» (Pio XI). Pedro Casaldáliga”
E assim façamos aquilo que nos cabe!
Comentarei em um próximo post cada um dos descalabros contidos nesta visão estúpida e repugnante de Igreja da Pastoral da Juventude. O único compromisso dessa gente é militar pela anti-igreja dentro da Igreja, chegando ao ponto de negarem explicitamente a divindade única e exclusiva de Nosso Senhor Jesus Cristo.
Vão para o raio que os partam.
========================================================================

Precisa de mais alguma coisa? Vão contra tudo da nossa doutrina. Uma macroheresia para um macroecumenismo.
reafirmo: Vão para o raio que os partam.(isso é para manter o decoro no blog para com outros leitores)

Resolvi adicionar um vídeo de alguns mombros da PJ que está disponibilizado no Youtube. Vejam:

se eu fosse enumerar tosas as heresias, erros teolígicos e falácias ditas neste vídeo e teria que dedicar meu blog só a ele durante um mês inteiro. Onde estão as autoridades eclesiásticas que vem deixando leigos reinventarem a doutrina?