ÚLTIMAS POSTAGENS

terça-feira, 17 de janeiro de 2012

A aparência de jesus - O sudário

A alguns anos atras em conversas com alguns amigos e amigas protestantes pude notar que existe uma doutrina em comum entre muitas igrejas protestantes a respeito da aparencia de Jesus. Não procurei a fundo o motivo deste ensinamento, mas somente se ele era plausível. Pois bem, escutando os discursos sobre o assunto o achei (na época) plausível e quis saber mais.

Para saberem do que estou falando vou explicar melhor. Alguns protestantes (não sei dizer se todos) sustentam a teoria de que Jesus não tem a aparencia ou características (nem básicas) do modelo usado comumente, principalmente por nós católicos. Sustentam esta teoria baseando-se em Isaías 53. Coloco trecho abaixo:

1. Quem poderia acreditar nisso que ouvimos? A quem foi revelado o braço do Senhor?

2. Cresceu diante dele como um pobre rebento enraizado numa terra árida; não tinha graça nem beleza para atrair nossos olhares, e seu aspecto não podia seduzir-nos.

3. Era desprezado, era a escória da humanidade, homem das dores, experimentado nos sofrimentos; como aqueles, diante dos quais se cobre o rosto, era amaldiçoado e não fazíamos caso dele.

4. Em verdade, ele tomou sobre si nossas enfermidades, e carregou os nossos sofrimentos: e nós o reputávamos como um castigado, ferido por Deus e humilhado.

5. Mas ele foi castigado por nossos crimes, e esmagado por nossas iniqüidades; o castigo que nos salva pesou sobre ele; fomos curados graças às suas chagas.

6. Todos nós andávamos desgarrados como ovelhas, seguíamos cada qual nosso caminho; o Senhor fazia recair sobre ele o castigo das faltas de todos nós.

7. Foi maltratado e resignou-se; não abriu a boca, como um cordeiro que se conduz ao matadouro, e uma ovelha muda nas mãos do tosquiador. (Ele não abriu a boca.)

8. Por um iníquo julgamento foi arrebatado. Quem pensou em defender sua causa, quando foi suprimido da terra dos vivos, morto pelo pecado de meu povo?

9. Foi-lhe dada sepultura ao lado de fascínoras e ao morrer achava-se entre malfeitores, se bem que não haja cometido injustiça alguma, e em sua boca nunca tenha havido mentira.

10. Mas aprouve ao Senhor esmagá-lo pelo sofrimento; se ele oferecer sua vida em sacrifício expiatório, terá uma posteridade duradoura, prolongará seus dias, e a vontade do Senhor será por ele realizada.

11. Após suportar em sua pessoa os tormentos, alegrar-se-á de conhecê-lo até o enlevo. O Justo, meu Servo, justificará muitos homens, e tomará sobre si suas iniqüidades.

12. Eis por que lhe darei parte com os grandes, e ele dividirá a presa com os poderosos: porque ele próprio deu sua vida, e deixou-se colocar entre os criminosos, tomando sobre si os pecados de muitos homens, e intercedendo pelos culpados.


 É com este texto que sustentam que Cristo era um homem feio e sem atrativos estéticos. Principalmente pegando , limitadamente, o versículo de 1 a 2 :  

1. Quem poderia acreditar nisso que ouvimos? A quem foi revelado o braço do Senhor?

2. Cresceu diante dele como um pobre rebento enraizado numa terra árida; não tinha graça nem beleza para atrair nossos olhares, e seu aspecto não podia seduzir-nos.



Só que se fizer a leitura completa do capítulo verá que isaías fala sim de jesus, porém fala de Jesus em um momento específico, o momento da sua crucificação e morte. Onde jesus estava completamente arrebentado pelos golpes dos soldados. Foi açoitado ao extremo e estava desfigurado e é através destas chagas que ele redime nosso pecado, pois cada uma delas é responsável pelo cume daquele momento, que é a morte de Cristo.


A teoria protestante naquela época me pareceu bem possível, ainda mais que alguns cientistas sustentavam esta tese recriando modelos "baseados" nos tipos semitas que diziam haver naquela época. Com isso chegaram a uma imagem que quase não era um homo-sapiens. Com essa teoria, protestantes e cientistas tenta invalidar o sudárioContudo após alguns breves estudos sobre o sudário as dúvidas sobre a aparencia de Jesus praticamente somem.


Por exemplo:
E figura do sudário  é o negativo da figura original. O pano do sudário na imagem original não mostra nada que seja bem distinto. A figura do homem com todos os detalhes só foi descoberta após uma fotografia tirada por Secondo Pia em 28 de maio de 1898.
Até aquela data ninguém sabia da imagem completa do homem no sudário. Ele viu a imagem após olhar o negativo da foto que tinha batido.
Outra curiosidade é que, após vários testes constatou-se que a a imagem só é nítida a a mais de 6 metros de distância com detalhes das veias capilares, ou seja, é impossível que tenha sido pintado na era medieval uma imagem que só possa ser vista em negativo e pintada com precisão capilar a mais de 6 metros de distancia. Além do mais, nos olhos do homem do sudário foram encontradas moedas (como era o costume da época)com entalhação dilepton lituus do período de Pilatus. não bastando isso foram encontrados pólem de “Suaera” que só existe em Israel, ou “Apagani Rerbala”, muito comum no deserto entre Jericó e o Mar Morto e a história mostra que o sudário jamais voltou a estes lugares.

Não bastando isso, os vestígios de sangue encontrados na mortalha(porque se provou que na imagem havia sangue e é possível verificar os ferimentos do homem) era de origem semita.

Quanto a distorções da imagem (que muitos afirmam ter e ser incompatíveis, proporcionalmente, com um ser humano normal), já é conhecido que a imagem foi feita em um pano de forma tridimensional, por isso não é possível uma imagem proporcional perfeita em 2d como muitos querem. A imagem só poderá ser compreendida realmente em 3d.

Então o próprio Capitulo 53 de Isaías é suficiente para provar o erro da teoria protestante, mas o Sudário mostra muito mais sobre a face de cristo.

0 comentários:

Postar um comentário

Apostolado Shemá
Seja nosso parceiro. Cole o código em seu blog.

VISITE TAMBÉM