ÚLTIMAS POSTAGENS

terça-feira, 23 de novembro de 2010

O Papa Bento XVI NÃO liberou o uso de preservativos.

 
Fonte: Blog do Marcelo Maia.

As grandes mídias mundiais e até parte do clero estão vinculando a “noticia” que o Papa Bento XVI teria liberado o uso de preservativos como a camisinha para prostitutas. Essas Notícias são mentirosas e são baseadas em Trechos do livro, que tem como título “Luz do Mundo: O Papa, a Igreja e os Sinais do Tempo”, que é baseado em 20 horas de entrevistas conduzidas pelo jornalista alemão “Peter Seewald”.
Veja algumas manchetes absurdas que circularam nos jornais de hoje:

G1 Uso de preservativo pode ser justificado, diz Papa (Líder cita uso na prostituição como possível ‘passo para moralização’);

Folha.com Papa Bento 16 defende uso da camisinha em casos de prostituição

As matérias chegam ao absurdo de dizer que o Papa DEFENDE o uso de camisinhas

A VERDADE:
O Papa Bento XVI em sua entrevista diz que a relação sexual com preservativos perde a expressão de amor que ela deve ter e é considerada uma espécie de droga e banaliza a sexualidade humana. Ele completa ainda que é necessário um grande esforço no sentido de VALORIZARMOS os corretos sentidos da sexualidade humana que é o Amor e a procriação conforme nos diz a Palavra de Deus:
“Crescei, disse ele, e multiplicai-vos” (Gn 1, 28)
Em casos de prostituição, onde não existe nenhum valor moral na relação sexual, onde a relação deixa de ser uma relação sexual humana (ou seja dentro do plano de Deus) o Papa diz que a utilização do preservativo PODE ser UM PASSO para desenvolver de novo a consciência do real valor da sexualidade humana. PODE SER UM PASSO para que essa pessoas compreendam que ELAS NÃO PODEM FAZER TUDO O QUE SE QUER!
Veja a integra do que disse Bento XVI sobre o assunto:
“Concentrar-se só no preservativo quer dizer banalizar a sexualidade e esta banalização representa precisamente o motivo pelo qual muitas pessoas já não veem na sexualidade a expressão de seu amor, mas só uma espécie de droga, que se fornecem por sua conta. Por este motivo, também a luta contra a banalização da sexualidade forma parte do grande esforço para que a sexualidade seja valorizada positivamente e possa exercer seu efeito positivo no ser humano em sua totalidade. Pode haver casos justificados singulares, por exemplo, quando uma prostituta utiliza um preservativo, e este pode ser o primeiro passo para uma moralização, um primeiro ato de responsabilidade para desenvolver de novo a consciência sobre o fato de que nem tudo está permitido e de que não se pode fazer tudo o que se quer. No entanto, este não é o verdadeiro modo para vencer a infecção do HIV. É verdadeiramente necessária uma humanização da sexualidade.”
O Texto esta muito claro . Em nenhum momento ele liberou o uso ou muito menos incentivou o uso de preservativos. Ele esta dizendo que em casos extremos onde a relação sexual não tem nenhuma das sua finalidades (Unitiva e procriativa), mas tem uma finalidade financeira, nesses casos onde a relação sexual não tem nenhuma moral e está totalmente desviada e desumanizada, a utilização de preservativos seria considerado como um passo para um dia essas pessoas possam ENTENDER que NÃO EXISTE “SEXO SEM COMPROMISSO”, que não pode ser feito de qualquer maneira ate um dia santificarem a sua sexualidade.
O Papa não iria contra o seu próprio discurso em viagem aos Camarões e Angola de 2009:
“Não se pode superar o HIV com a distribuição de preservativos: ao contrário, aumentam o problema.” (viagem apostólica do Santo Padre Bento XVI aos Camarões e Angola -17-23 de março de 2009) [1]
O Vaticano já se pronunciou contra essas falsas notícias dizendo:
“O Papa considera uma situação excepcional em que o exercício da sexualidade representa um verdadeiro risco para a vida do outro. Nesse caso, o Papa não justifica moralmente o exercício desordenado da sexualidade, mas considera que a utilização do preservativo para diminuir o perigo de contágio é ‘um primeiro ato de responsabilidade’, ‘um primeiro passo para o caminho para uma sexualidade mais humana’, em lugar de não utilizá-lo, colocando em risco a vida de outra pessoa”. [2]
Deus Abençoe nossas Famílias
Marcelo Maia
Sempre em busca da Verdade


0 comentários:

Postar um comentário

Apostolado Shemá
Seja nosso parceiro. Cole o código em seu blog.

VISITE TAMBÉM