ÚLTIMAS POSTAGENS

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Mídia mundial e a enganação como ferramenta de trabalho.

    

   Sem sombra de dúvidas as distorções e mentiras sobre o pronunciamento do Papa ao reporte alemão Peter Seewald revela o espírito da mídia mundial a respeito igreja. Este acontecimento demonstra não só o desrespeito pela fé católica, mas o desrespeito a verdade (que deveriam prezar) e a vontade de que Ela (Igreja) se renda aos anseios delirantes desta (mídia), como se a Igreja fosse uma enorme pedra no sapato da alma humana. O que não deixa de ser, pois, como disse o próprio Papa no mesmo pronunciamento que a mídia faz questão de não divulgar na integra e distorce o significado para que pareça concordante com seus próprios interesses, precisamos chegar à consciência "de que nem tudo está permitido e de que não se pode fazer tudo o que se quer.” (Bento XVI ao reporte Peter Seewald dobre a camisinha). O clero e os leigos católicos deveriam se pronunciar severamente sobre esta tentativa de ludibriar o fiel católico a cerca de sua própria doutrina. Levá-los ao tribunal não é má idéia.
    Hoje pela manhã o Jornal do SBT mais uma vez afirmou categoricamente que o Papa Bento XVI liberou o uso da camisinha.
Se isso não é enganar o telespectador eu não sei mais o que é. E independente de que, você leitor, concorde, discorde, acredite ou rejeite a fé e a doutrina católica (isso é uma escolha pessoal de cada um), todos deveríamos exigir a verdade de quaisquer veículos de notícias e não engolir mentiras deste naipe.

     Isto é muito sério. Eles nos (des) informam com aquilo que queriam que fosse e não com o que realmente é. Deformam-nos com suas fantasias e não com realidade.

     Com toda essa discussão sobre uma imprensa livre, nestes últimos meses, percebemos que ela já não é livre há muito tempo, pois está presa a uma ideologia anticristã que mente sistematicamente, constroem verdades (sabemos que a verdade não podem ser construída, apenas observada e constatada), criam e distorcem diálogos e ninguém toma alguma atitude.

     E parte do clero da Igreja Católica leva culpa nisso justamente, pois não toma as atitudes cabíveis, não processa os enganadores e não exige o direito de resposta que deveria lhe ser garantido.
     Com isso Ela acaba deixando muitos católicos a mercê destes enganadores e, infelizmente, alguns deles se escondem dentro do próprio clero.

     Alguma atitude concreta precisa ser tomada, pois não somos ovelhas sem pastor e o repórter precisa ter liberdade, mas também responsabilidade sobre o que escreve.
Se um pronunciamento tão simples se torna uma bandeira contra a doutrina católica de sempre, graças a distorções e frases retiradas de seu contexto, tente então imaginar o prejuízo que semelhantes acontecimentos causaram e causam, há séculos, a construção moral do fiel católico.
     Seguindo desta forma, não é a toa que a Igreja tem enormes dificuldades para prosseguir sua missão de evangelizar no mundo de hoje.

0 comentários:

Postar um comentário

Apostolado Shemá
Seja nosso parceiro. Cole o código em seu blog.

VISITE TAMBÉM