ÚLTIMAS POSTAGENS

domingo, 8 de novembro de 2009

Pelo sinal da Santa Cruz, livrai-nos Deus, Nosso Senhor, dos Pjoteiros Marxistas, Amém!



“De coração cremos e com a boca confessamos uma só Igreja, não de hereges, mas a Santa, Romana, Católica e Apostólica, fora da qual cremos que ninguém se salva”


(IV Concílio de Latrão, Denzinger 423).




Eu tentei, fiz meu último apelo aos Jovens da Pastoral da Juventude, mas não adiantou. Este post é definitivo.

Primeiramente, tenho que responder ao meu xará, o Júnior, que disse: “Me mostre que a PJ é TL”, o que farei, sem muito esforço:

.

“Nós acreditamos que a Teologia da Libertação é verdadeira, seguimos seus dogmas.”

.

(http://www.casadajuventude.org.br/index.php?option=content&task=view&id=1399&Itemid=0)

.

“A Teologia da Libertação é a nossa referência com a fundamentação da fé e o compromisso de luta e pé no chão. Nossa opção é de uma espiritualidade da libertação e da opção da Igreja pelos pobres. Podemos dizer então que a espiritualidade das Pastorais da Juventude é uma espiritualidade da alegria e anúncio de Jesus da vida, com a cara e o jeito da juventude.”

.

(http://www.pjmaringa.com.br/v9/pastoral/nossa-espiritualidade.html)

.

(http://www.pjtaubate.org/2009/artigos.php?op=ArtExibe&idArt=49)

.

P/S: abaixo uma lista com sites de PJs com textos absurdos

.
1- PJ de Maringá

FORMAS DE EXPERIMENTAR DEUS HOJE
Leonardo Boff fala, em duas abordagens, nas formas de se "experimentar" Deus.
TEOLOGIA DA LIBERTAÇÃO
- Artigo do prof. Alexandre Marques Cabral

2- PJ de Taubaté

A Fábula da Águia e a Galinha - Leonardo Boff
.
3- PJ de Natal

A Pastoral da Juventude do Meio Popular

4- Casa da Juventude

A Pastoral da Juventude precisa ser Jovem

"A Pastoral da Juventude como herdeira da Teologia da Libertação deve fazer o que lhe é próprio libertar os oprimidos"

.

Querem mais? Vejam a lista : (http://www.google.com.br/search?hl=pt-BR&client=firefox-a&channel=s&rls=org.mozilla:pt-BR:official&q=A+PJ+e+a+Teologia+da+Liberta%C3%A7%C3%A3o&start=20&sa=N)

.

Depois, tenho que responder um comentário herético do Silvio, que diz: “Coitados de vocês! Só sabem atacar a PJ e acho que nem vivem a sua fé... Fiquem só seguindo o que um humano (O Papa) diz e não sigam a Jesus Cristo!!!!”

.

Pode seguir Cristo quem não está sob a autoridade do Papa?

.

Catecismo da Igreja Católica:
.
§882 O Papa, Bispo de Roma e sucessor de São Pedro, "é o perpétuo e visível princípio e fundamento da unidade, quer dos Bispos, quer da multidão dos fiéis" "Com efeito, o Pontífice Romano, em virtude de seu múnus de Vigário de Cristo e de Pastor de toda a Igreja, possui na Igreja poder pleno, supremo e universal. E ele pode exercer sempre livremente este seu poder.

.

Mais ainda, é posível que alguém se salve sem estar submisso ao Papa?

.

Bula "Unam Sanctam", Papa Bonifácio VIII:
.
"Declaramos, proclamamos e definimos que é absolutamente necessário para a salvação que toda criatura humana seja submissa ao Romano Pontífice."


Mais ainda, um ser "anônimo" disse que: " Ai ai... Coitados de vocês que acham que Jesus se fez hóstia e vinho"

Um comentário destes não merece nem resposta, e não terá. Apenas mostra como é a mentalidade de certos membros da PJ.

.

Sendo assim encerro esta questão. Hereges são sempre hereges.

.

Não quero passar a imagem de fanático, nem de ditador, se seu grupo não tem as demais características, desconsidere este texto.
.

O texto “Diga não à PJ que a TL vai junto”, recebeu recentemente diversos comentários de integrantes da Pastoral da Juventude, e alguns eu já citei aqui.


Acessando um dos link’s deixados, achei o site da PJ de Maringá, e encontrei logo na primeira página o texto “A PJ e a Teologia da Libertação”, que pode ser conferido aqui: http://www.pjmaringa.com.br/v9/colunistas/58-artigos/580-pastoral-da-juventude-e-a-teologia-da-libertacao.html

.
Este mesmo texto se encontra em diversos sites da PJ, o que mostra que não é uma opção particular.

.

Não obstante, escrevo este texto com muita dor no coração, mas com muita alegria em estar sendo fiel ao Senhor.

.

O texto diz: "A Pastoral da Juventude e a Teologia da Libertadora seguem os passos do Mestre de Nazaré, divinamente humano, humanamente divino; bebe da mística e da espiritualidade brotada de sua prática e de sua pedagogia cotidiana junto aos mais desfavorecidos."

.

Mas, o que é a Teologia da Libertação? Eis a resposta:


"O que propomos não é Teologia dentro do marxismo, mas marxismo (materialismo histórico) dentro da Teologia". (Leonardo Boff , num artigo. no Jornal do Brasil, em 6 de Abril de 1980)


“Para a Teologia da Libertação a sociedade "socialista" que ela procura instaurar é sinônimo de "Reino de Deus": "Se assim é, eu afirmo que hoje, para nós, o Reino de Deus é concretamente o socialismo" (L. Boff e Cl. Boff. Da Libertação, p. 96)

.

Mas é possível conciliar o Socialismo com o catolicismo? Eis a resposta:

"Socialismo religioso, socialismo católico são termos contraditórios: ninguém pode ser ao mesmo tempo bom católico e verdadeiro socialista." ( Pio XI, Encíclica Quadragesimo Anno)


Quem dera se fosse somente isto, mas a condenação da Teologia da Libertação já foi decretada e de modo claro:


“ No presente documento tratar-se-á somente das produções daquela corrente de pensamento que, sob o nome de "teologia da libertação", propõem uma interpretação inovadora do conteúdo da fé e da existência cristã, interpretação que se afasta gravemente da fé da Igreja, mais ainda, constitui uma negação prática desta fé.”



(Libertatis Nuntius, VI, 9 - Sagrada Congregação para a Doutrina da Fé).


Outrossim, vale relembrar:

“Chama-se heresia a negação pertinaz, após a recepção do batismo, de qualquer verdade que se deva crer com fé divina e católica, ou a dúvida pertinaz a respeito dela; [...]”
(Código de Direito Canônico, Cân. 751).

Se aTL é uma negação prática da fé, é claro que ela é uma heresia. Como pode uma pastoral seguir uma heresia e se dizer Católica? Assim diz o Apóstolo João: "Todo aquele que caminha sem rumo e não permanece na doutrina de Cristo,não tem Deus. Quem permanece na doutrina, este possui o Pai e o Filho.Se alguém vier a vós sem trazer esta doutrina, não o recebais em vossa casa, nem o saudeis."
(2Jo 1,9-10)


Por isto não devemos considerar Católicos estes seguidores da Teologia da Libertação, são apóstatas, e não possuem Deus, mesmo que digam que seguem os passos de Cristo, mentem, pois são lobos em pele de cordeiro. O Apóstolo Paulo se faz necessário nesta hora: "Repito aqui o que acabamos de dizer: se alguém pregar doutrina diferente da que recebestes,seja ele excomungado!"
(Gl 1,19)


Mas não basta conhecer as ideologias da TL, é preciso conhecer suas práticas:


Assim disse o Papa João Paulo II aos Bispos do Brasil: “Para alcançar a justiça social se requer muito mais do que a simples aplicação de esquemas ideológicos originados pela luta de classes como, por exemplo, através da invasão de terras – já reprovada na minha viagem pastoral em 1991 – e de edifícios públicos e privados, ou por não citar outros, a adoção de medidas técnicas extremas, que podem ter conseqüências bem mais graves do que a injustiça do que pretendiam resolver”. (26 de Novembro de 2002 aos bispos do Brasil)


Fazer da Igreja um lugar para fomentar a discórdia e realizar atos criminosos, secularizar e relativisar a Igreja, este é o grande ideal da Teologia da Libertação. Lembrem-se das palavras do Apóstolo: "Não vos deixeis desviar pela diversidade de doutrinas estranhas. É muito melhor fortificar a alma pela graça do que por alimentos que nenhum proveito trazem aos que a eles se entregam."
(Hb 13,9)


O texto do site ainda diz: É ignorância, é estupidez, querer afirmar que a Pastoral da Juventude é um reduto comunista ou uma tendência do Partido dos Trabalhadores, que ela não reza, não ora, que está contra o Magistério e a Hierarquia da Igreja.”


É uma estupidez, depois de tantos argumentos, dizer que a PJ caminha junto com a TL e que ambas são Católicas.


O autor do texto ainda ironiza: “Como em todo o processo, há os que defendem e há os contrários... muitos abandonaram o barco da Igreja, pois não conseguiam se desfazer das pesadas armaduras da Idade Média e do Concílio de Trento, não conseguiam perceber que o Evangelho é hodierno, portanto, a continuadora de sua mensagem, a Igreja, também deveria ser.” Ora, mais heresia? A Igreja nunca foi insensível para com a realidade do povo, seja ela social ou espiritual, isto é querer jogar no lixo a história gloriosa da nossa Igreja, principalmente na Idade Média. Para dizer que eu não tiro argumentos apenas de textos não oficiais, posto agora um trecho do texto retirado do site oficial da PJ, já citado no outro texto:


O que fazer para tornar a Igreja nas Américas uma imagem transparente do Cristo?

“R: Aceitar o diálogo e a discussão. A Igreja vive hoje numa sociedade pluralista, que exige dela uma atitude diferente daquela que por muito tempo assumiu em situações de “cristandade”. Os católicos devem aceitar a discussão pública, crítica e fundamentada, das propostas católicas. Os católicos devem ser melhor preparados à vida democrática na sociedade atual, e portanto à discussão das diversas propostas políticas e culturais, à busca do entendimento e do consenso.”


Saibam, pjoteiros marxistas, que a Igreja não precisa ceder em nada, e nunca irá fazer isto, e que o consenso só é válido quando é feito dentro da verdade, e o único consenso que Deus quer é que todos acatem os ensinamentos da Igreja: Compreende-se, portanto, que, em obediência ao mandato do Senhor (cf. Mt 28,19-20) e como exigência do amor para com todos os homens, a Igreja « anuncia e tem o dever de anunciar constantemente a Cristo, que é “o caminho, a verdade e a vida” (Jo 14,6), no qual os homens encontram a plenitude da vida religiosa e no qual Deus reconciliou todas as coisas consigo »”.(Conc. Vaticano II, Decl. Nostra aetate, n. 2. in DOMINUS IESUS, n.22)



MAIS UMA VEZ, Paulo se faz presente: "A Igreja é a coluna e o sustentáculo da verdade". (1Tm 3,15). Caridade e unidade só existem dentro da VERDADE, que só a Igreja detém, então se apropriar de uma doutrina maligna com o propósito de "ajudar os pobres", é um engano infantil.


Viver a democracia? Claro, principalmente seguindo o ensinamento de Santo Tomás : “Toda lei se ordena à salvação comum dos homens [poder-se-ia ler "bem comum"], e nessa medida obtém força e razão de lei; se falta isso, não tem a virtude de obrigar” (S. Th. I-II, q.96, a.6).


Logo, qualquer lei que não se ordene à salvação humana, não deve ser tida como lícita para um Católico, então não há o que aceitar ou discutir. O que não é bom para nós, não pode ser bom para ninguém.


Mas, os tempos de hoje são os que nos alertavam os Apóstolos:


"Mesmo dentre vós surgirão de surgir homens que professarão doutrinas perversas. “ (At 20,30)


"Não há dois evangelhos: Há pessoas que semeiam a confusão entre vós e querem derrubar o Evangelho de Cristo. Se alguém – um ser humano ou um anjo baixado do Céu- lhes apresentarem um Evangelho diferente do que vós conheceis que seja ele ignorado, e se vos apresentarem uma doutrina diferente da que vós conheceis que seja tida como maldita!" (Gl 1 7-10)


Antes de encerrar, gostaria de lembrar que apóstasia é caso para EXCOMUNHÃO AUTOMÁTICA, isso mesmo, Latie Sententicie. Reconheçam o erro e arrependam-se, supliquem pelo perdão da Santa Madre Igreja. Caso não queriam, que façam um simples favor: Não ataquem mais a Igreja de Cristo!

O incrível - e ao mesmo tempo hilário -, é que eles pedem pela nossa conversão. Mas, que direito tem alguém que segue uma heresia, nega dogmas, de pedir pela conversão de alguém?

Eu vou ter que dizer as palavras de Cristo, outrora destinada aos fariseus: “Muitas prostitutas vos antecederão no Reino dos Céus”.

18 comentários:

  1. Olha que fantástico:

    "(...)muitos abandonaram o barco da Igreja, pois não conseguiam se desfazer das pesadas armaduras da Idade Média e do Concílio de Trento(...)"

    Me diga pra que eu vou querer abandonar um concílio infalível da Igreja?
    Numa coisa o sujeito da página da PJ acertou em cheio: o Concílio de Trento é uma armadura. Nos protege da heresia, do erro e das ciladas do demônio.

    Imagine que o BOPE vai subir o morro, e alguém chega e diz para o policial do BOPE tirar o colete. Esse alguém é amigo do policial, ou dos bandidos?
    Da mesma foram, imagine alguém aconselhando um católico a abandonar a armadura do Concílio de Trento. Essse alguém é amigo do católico, ou do diabo?


    Olha que palhaçada:

    "A Pastoral da Juventude e a Teologia da Libertadora seguem os passos do Mestre de Nazaré, divinamente humano, humanamente divino"

    O trecho em negrito é caculado pra causar confusão na cabeça dos mais simples, que não sabem nada sobre união hipostática.
    Divinamente humano? Humanamente divino? Que palhaçada é essa?
    Jesus Cristo, encarnação da Segunda Pessoa da Santíssima Tridade, o Messias enviado por Deus para remissão dos nossos pecados(nada dessa palhaçada relativista e materialista de Mestre de Nazaré) era divinamente divino e humanamente humano, conforme já definido pela autoridade da Igreja em Magistério Extraordinário, portanto guiado pelo Espírito Santo e Infalível.



    E, por fim, olha o sujeito tentando desviar a atenção:
    “É ignorância, é estupidez, querer afirmar que a Pastoral da Juventude é um reduto comunista ou uma tendência do Partido dos Trabalhadores, que ela não reza, não ora, que está contra o Magistério e a Hierarquia da Igreja.”

    É irrelevante.
    Mesmo que a PJ não fosse reduto de comunistas.
    Mesmo que a PJ não tivesse ligações com o PT, ou qualquer outro partido de esquerda.
    Ela, ainda assim, estaria errada, por seguir uma heresia(a TL).

    ResponderExcluir
  2. Bem, não me pronunciarei quando às pretensas apostasias: há algo mais importante que apenas teorizar.

    Manifesto-me, porém, não como alguém que pretende ensinar, mas relembrar que a releitura é sempre possível e sempre utilizável. Os padres da igreja e os escolásticos sempre o fizeram. Releitura cristã com base em Platão, releitura cristã com base em Aristóteles, releitura cristã com base nos estóicos. Apenas releitura. Não se trata de reformular as teses acadêmicas, peripatéticas ou estóicas, mas selecinar aquilo que pode ser utilizado como subsídio teórico para os cristãos.

    Vale lembrar que, se adentrássemos no universo desses autores a fundo, perceberíamos que são pensamentos muitas vezes opostos aos cristãos. Mas os cristãos se utilizaram deles em larga medida. Platão narra sobre a reminiscência. Mesmo assim foi usado como autor canônico para a releitura evangélica na patrística e escolástica. Como fizeram isso? Simples: não se utiliza essa tese platônica.

    O materialismo dialético de Marx não encontra espaço nas prescrições cristãs. E nem poderia, porque as ocupações intelectuais do século XIX não se ocupam com Deus. Solução: não se usa o entendimento ateísta de Marx. Mas se usa suas teses econômicas para difundir o Reino e dispersar o anti-Reino.

    É impossível não usarmos a releitura. O subjetivismo é impiedoso e necessário. Quando lemos os textos sagrados estamos fazendo uma releitura, tendo por base nossas experiências pessoais, nossa vivência de Igreja, histórico familiar e instrução. Todos esses fatores determinam a interpretação bíblica.

    O pretendo objetivismo epistemológico é apenas teórico. Deus varia de acordo com aquele que lê. Não fosse assim, não teríamos tantos filósofos cristãos proporcionando visões diversas sobre o divino.

    Mas não percamos tempo com essas coisas. É mais importante viver Deus que discursá-lo.

    Paz e Bem, salamaleico, namastê, shalon, axé.



    Breno Bastos
    Gerente do Portal Veritas

    ResponderExcluir
  3. Bem Breno. Discordo de você em certos pontos.
    Existe sim uma boa diferença entre releitura e releitura.

    Muitas alas TListas releem a bíblia fora do magistério. Ai esta o erro.
    Nenhum filósofo, teólogo ou quem quer que seja que tenha algum pensamento, texto, ensaio ou suma, e nisso tenha em seu trabalho uma referência positiva quanto a doutrina da igreja ignorou o magistério, a tradição ou hierarquia eclesial.

    Parte-se do ponto de visão correto.
    As releituras em Platão, Aristóteles e etc. partem sempre do ponto em que a Igreja é a verdade. Ancorado neste pensamento tenta-se expressar a verdade da igreja utilizando-se esta ótica. Mas nunca desprezando o que ensina a Santa Igreja. Pois o Dogma é imutável e verdadeiro, o que pode MELHORAR é a nossa compreensão dele.

    A TL, em seus pensadores mais revolucionários, tenta dar novo significado ao que já é conhecido como verdade na Igreja. Despreza assim o que deve ser conservado.
    Fazer uma analise marxista a Igreja é ignorar que a igreja é hierárquica e não uma democracia ou uma comunidade socialista.
    A Igreja não pode ser compreendida dentro de uma visão ideológica política baseadas em luta de classes.

    ResponderExcluir
  4. O problema estar em como se entende releitura.
    São Tomás , Santo agostinho e outros não inventaram a roda. Apenas deram ajuda na compreensão do que já era pŕoprio da Igreja.

    ResponderExcluir
  5. Breno, a "releitura" já foi feita, veja o resultado:
    .
    http://www.apostoladoshema.com/2009/08/bento-xvi-e-sua-analise-sobre-o.html

    ResponderExcluir
  6. Ahahahahahahahahahahahahahahahahhahaha...
    Cara, não consigo parar de rir! Ahahahahahaha...
    Ai ai...Esse blog tem alegrado muito meus últimos dias, sabe. Mas é com pesar que venho anunciar minha última manifestação por aqui, e vou-me (aconselho que outros ainda com um pouco de sanidade também o façam).
    Muito obrigado, miguxinhos "shemares", por tão boas risadas nesses últimos dias...Ai ai...Júnior, não consigo te imaginar padre velho! Na verdade ainda conheço um igual a você, último restante...Tipo, você no futuro (quem sabe), entendeu??? Ahahahahahahahahaha...Lá vem o ataque de risos de novo...Vamos lá...
    Primeiro, novamente perceba que não vou colocar aqui minha opinião sobre a TL. Não vou discutí-la, até, admito, por falta de maiores informações...Eita!!! E ainda assim sou pjoteiro!!! Credo!!! Ahahahahaha...
    Agora vamos ensinar um pouquinho para o meu novo velho miguxo sobre fontes: se um jovem de Piraporinha do Sul fizer um blog chamado "Apostolado algum nome hebraico, grego, romano" (pra ficar bonitinho), ele poderá escrever que PJ é qualquer coisa, tipo, uma Pastoral de velhos que se sentem jovens, p. ex.. Mas será que é?
    Os sites que você pegou, linda criança birrentinha, não são da CNBB ou o site nacional da PJ; admito que são bem respeitados (eu mesmo uso como fontes), mas não falam oficialmente sobre a PJ no BRASIL, entendeu? E foi isso que pedi. Lição de casa...
    Agora sobre os contéudos: tanto Casa da Juventude, PJ Maringá, e os outros, colocam textos de reflexão sobre a TL (muito bons inclusive), colocando uma releitura da citada "teologia", que por sua vez é igual a não tê-la na integridade. Será que você não entendeu isso? O tio explica, fica tranquilo. Inclusive, novamente, a citação que você tira do site da Casa da Juventude nem se trata do site ele mesmo falando sobre a PJ, e sim de um dos manifestantes lá no dia do evento, de uma linha, se supõe, da PJ, falando sobre a SUA motivação, que não é igual a motivação de outras realidades. Alguém falando sobre algo não é igual a algo falando, my friend.
    Querido, é necessário discutir, de mente aberta, sem escudos, sem fundamentalismo, sem hipocrisia (!!!), sem fanatismo, tudo o que é colocado, e só assim, racionalmente e iluminada pelo Espírito Santo, a Igreja conseguirá dar uma resposta a cada ansiedade dos fiéis (a fé, por suplemento, completando os sentidos). Posso te dar uma catequese sobre isso...Ahahaha.
    Por último, nem lembro de que link peguei isso (foi um desses seus, obrigado pelo rico material), mas tem um desses que no texto diz que a Pastoral da Juventude age de dentro para fora da Igreja; que lindo! Mas isso você não citou. Será que leu? Fácil montando o contexto, não? Só peguei um, tá; o resto das coisas boas sobre a Pastoral você pesquisa...
    Finalizando, quanto a frase do menino sobre o Papa, é dogma da Igreja que quando fala sobre a fé, ele é iluminado pelo Espírito; bola fora no comentário do amiguinho. Mas, convenhamos, são poucos que, como tenho feito, mantém a calma com tantas bobagens num blog que deveria servir à evangelização, não? Bolas fora pra vocês também miguxo...

    Pronto! Acho que é isso. Qualquer coisa a gente se vê por aí, nas caminhadas da Santa Mãe, e vou adorar falar sobre a PJ, que não é TL...Ahahahahaha...Cara, você me mata assim...Tão bobinho...

    Ah, não volto mais pra você não ficar se sentindo, achando que tem audiência aqui, viu. Tipo, se ninguém acha graça, as piadas param...Ahahahahaha...Parei, não é engraçado...Ahaha...

    Miguxo, vou indo viu...Paz e bem! Axé!

    Ela vem de dentro, de dentro ela vem, toda a energia que a PJ tem!!!

    ResponderExcluir
  7. Ahhh, em cada misso rezo pela minha Igreja, e como consequência, creio, por vocês. Vocês são boas pessoas, tenho certeza. Ainda vão melhorar...Ahahahaha...

    Agora f-o-i...Fui!!!

    ResponderExcluir
  8. Será que vale a pena responder já que ele mesmo afirmou que não voltará? Acho que não.

    ResponderExcluir
  9. Nem precisa responder. O comentário dele é puro ad hominem.

    Falou, falou, e fugiu da questão central, que é a TL.
    E de quebra ficou rindo e chamando de bobinho.

    ResponderExcluir
  10. que triste ver que isso ainda acontece... ranso e mais ranso... é sempre a mesma história... uns atacando a PJ e a TL... e outros atacando aqueles que não são da PJ e da TL... muito triste mesmo... e o pior é que ambos acreditam estar certos... é triste muito triste... e o pior não estão contribuindo em nada pela evangelização da juventude...

    fundamentalismo de nenhuma tendência é correto... falam tanto em seus textos... da Igreja e do Cristo... e esquecem seus ensinamentos... que triste... mas como diz em alguma passagem da Biblia... Vaidade é tudo vaidade...

    Paz e Bem

    Aureo
    Pejoteiro ainda no coração

    ResponderExcluir
  11. Uma das idéias mais propagadas pelo Vaticano II é o ecumenismo. Há espaço para todos, em christo. Todos, católicos romanos, católicos ortodoxos, católicos coptas, protestantes, hindus, candomblecistas, judeus e muçulmanos. Nisso a CNBB é bem fidedigna ao bem-aventurado Papa João XXIII: a pastoral afro-brasileira não nos deixa mentir.

    É estranho pensarmos em nossa natural tendência em apenas amar e respeitar àqueles que pensam como nós.

    Paz e Bem e axé para todos!


    Breno
    Gerente do Portal Veritas

    ResponderExcluir
  12. Breno, não existe ECUMENISMO com mulçumanos, hindus, judeus, candoblecistas, etc. Só existe ecumenismo entre Cristãos, e o ECUMENISMO é justamente o esforço para a conversão de todos os Cristãos - inclusive os Católicos - à Cristo e à Fé Católica.

    Acontece que os protestantes não conheceram "A verdade" e por isso não podem ser culpados, vc só pode ser culpado daquilo que vc conhece, daquilo que vc acredita, se a pessoa nunca creu na fé da Igreja, ela não tem nada com isto. O que vemos aqui é o fato de pessoas dentro da Igreja serem contrárias aos ensinamentos da Igreja, entende?

    ResponderExcluir
  13. Engraçado, nem mesmo os site da CNBB diz isso...


    Breno

    ResponderExcluir
  14. Breno,

    "Promover a restauração da unidade entre todos os cristãos é um dos principais propósitos do sagrado Concílio Ecumênico Vaticano II.
    Pois Cristo Senhor fundou uma só e única Igreja. Todavia, são numerosas as Comunhões cristãs que se apresentam aos homens como a verdadeira herança de Jesus Cristo.
    Todos, na verdade, se professam discípulos do Senhor, mas têm pareceres diversos e caminham por rumos diferentes, como se o próprio Cristo estivesse dividido. Esta divisão, porém, contradiz abertamente a vontade de Cristo, e é escândalo para o mundo, como também prejudica a santíssima causa da pregação do Evangelho a toda a criatura."

    (Decreto Unitatis Redintegratio, nº 1)

    .
    É o que os documentos dizem...

    ResponderExcluir
  15. Dêem uma olhada nesse artigo do blog da OFS - REGIÃO SUDESTE. Demonstra o trabalho ecumênico de João Paulo II, tão próprio do Vaticano II, com outras religiões. Ninguém tenta converter ninguém ali.


    http://ofssudeste2.blogspot.com/2009/10/semana-franciscana-pela-paz.html


    O principal erro é quando interpretamos documentos literalmente, sem contextualização. O que vocês fazem é pegar um parágrafo qualquer, um rodapé do documento, e colá-lo aqui como refutação de qualquer um que contradiga o que vocês dizem.

    Cuidado com isso.

    ResponderExcluir
  16. Engraçado, a CNBB é desobediente a Santa Sé!


    Junior, Pro Catholica Societate!

    ResponderExcluir
  17. Abaixo a Pastoral da Juventude, abaixo a Teologia da Libertação, abaixo ao Inferno!

    ResponderExcluir
  18. Prezado Junior, Laudetur Dominus!

    A CNBB é desobediente à Santa Sé! E isto não é engraçado...

    Pax et Salutis

    ResponderExcluir

Apostolado Shemá
Seja nosso parceiro. Cole o código em seu blog.

VISITE TAMBÉM