ÚLTIMAS POSTAGENS

segunda-feira, 30 de novembro de 2009

“As Universidades brotaram do coração da Igreja Católica” Parte I


"Observemos aqui como que uma lei que nunca conheceu exceções. Em todas as encruzilhadas decisivas na história, sempre se encontrou na Igreja uma figura significativa que parecia ter sido colocada no dobrar dois séculos como a própria testemunha de Deus" (D.Rops, vol. II, p.61).

.

Muito se fala da Idade Média como um período de obscurantismo intelectual, ignorância e alienação como frutos do ‘domínio’ da Igreja Católica, Idade das trevas e todos os pejorativos que podemos encontrar no sentido de taxar a Idade Média como um período de regressão intelectual. O que vou apresentar aqui são verdades históricas comprovadas por historiadores sérios, é pra destruir sem dó tudo o que professores deturpadores colocam como ‘Dogmas’ históricos.

.

Houve na história um regresso intelectual no período pós-império romano, mas é um absurdo atribuí-lo ao Cristianismo, A causa básica da regressão cultural não foi o Cristianismo, mas o barbarismo; não a religião, mas a guerra. O empobrecimento e ruína das cidades, mosteiros, bibliotecas, escolas, tornaram impossível a vida escolar e científica” (Will Durant, 1950)

.

O que não se fala é que coube a Igreja o papel de reorganizar a sociedade destruída pelo barbarismo. No século VI, São Cesário de Arles já expunham no Concílio de Vaison (529) a necessidade imperiosa de criar escolas no campo; e os bispos se dedicaram a isto. Da mesma forma foi a Igreja que montou para Carlos Magno (814) a sua política escolar; e retomou a tarefa educadora no século X após o fim do seu Império. O III Concílio de Latrão (1179), em Roma, presidido pelo Papa Alexandre III (1159-1181), ordenou ao clero que abrisse escolas por toda a parte para as crianças, gratuitamente. Obrigou a todas as dioceses terem ao menos uma. Essas escolas foram as sementes das Universidades que logo surgiam: Sorbonne (Paris), Bolonha (Itália), Canterbury (Inglaterra), Toledo e Salamanca (Espanha), Salerno e Raviera na Itália; Coimbra em Portugual, La Sapienza (Roma).

.

O Prof. Felipe Aquino, na sua obra “Uma História que não é contada”, diz:

.

“Por volta de 1100, no meio de uma grande fermentação intelectual, surge pelas mãos da Igreja o ensino superior, as Universidades; o orgulho

da Idade Média cristã, irmãs das Catedrais. A sua aparição é um marco na história da civilização ocidental que nenhum historiador tem coragem de negar. Elas nasceram ás sombras das Catedrais e dos mosteiros. Logo receberam o apoio das autoridades da Igreja e dos Papas. Assim, diz Daniel Rops, " a Igreja passou a ser matriz de onde saiu a Universidade " ( D. Rops, vol. III p, 345 ).”
.

Até 1440 foram erigidas na Europa 55 Universidades e 12 Institutos de ensino superior, onde se ministravam cursos de Direito, Medicina, Línguas, Artes, Ciências, Filosofia e Teologia. Todos fundados pela Igreja. Em 1200 Bolonha tinha dez mil estudantes ( italianos, lombardos, francos, normandos, provençais, espanhóis, catalães, ingleses germanos, etc. ). O Papa Clemente V (1305-1314) no Concílio universal de Viena em 1311, mandou que se instaurassem nas escolas superiores cursos de línguas orientais ( hebreu, caldeu, árabe, armênio, etc.) o que em breve foi feito também em Paris, Bolonha, Oxford, Salamanca e Roma.
O que tínhamos antes, não eram universidades, não havia uma sistematização do conhecimento como temos hoje. Sim, o modelo de universidades que temos hoje é semelhante ao da Idade Média.
.

"Das 75 Universidades criadas de 1100 a 1500, 47 receberam a Bula Papal de fundação, enquanto muitas outras, que surgiram espontaneamente ou por decisão do poder secular, receberam em seguida a confirmação pontifícia, com a concessão da Faculdade de Teologia ou de Direito Canônico." ( sodano, 2004; Apud Souzam T. F., 2007).
.

Muitas vezes o papa interveio para que as universidades pagassem os salários dos professores; Bonifácio VIII (1294-1303), Clemente V (1305-1314), Clemente VI (1342-1352), e Gregório XI (1370-1378) fizeram isso. "Na universidade e em outras partes, nenhuma outra instituição fez mais para promover o saber do que a Igreja Católica", garante Thomas Woods (p.51).

.
Mas, muitos vão dizer que as Universidades eram freqüentadas apenas por nobres, e, portanto, a maioria esmagadora da população era ignorante. Mas isto não é verdade;

No terceiro Concílio de Latrão, decretou:

" A Igreja de Deus, qual mãe piedosa, tem o dever de velar pelos pobres aos quais pela indigência dos pais faltam os meios suficientes para poderem facilmente estudar e progredir nas letras e nas ciências. Ordenamos, portanto, que em todas as igrejas catedrais se proveja um benefício ( rendimento ) conveniente a um mestre, encarregado de ensinar gratuitamente os clérigos dessa Igreja e a todos os alunos pobres" ( can. 18, Mansi XXII 227s ).

O IV Concílio ecumênico do Latrão (1215), renovou este decreto. Como, então, algum professor mal informado, ou mal intencionado pode afirmar que a Igreja manteve o povo nas trevas e na ignorância na Idade Média? Como é possível que a história seja tão manipulada ou distorcida?
.

Thomas Woods afirma:
De uma maneira geral, os estudantes pobres eram particulamente numerosos nas universidades em que as faculdades de Artes e naquelas com características eclesiástica. O Chancer da Universidade de Paris, Jena Gerson ( 1363-1429 ), filho primogênito de uma família camponesa de doze filhos e nascido na pequena Vila Ardennais, havia começado seus estudos no mosteiro Saint-Remi em Reims. Ainda no século XIX, o monge agostiniano Gregor Mendel ( 1822-1884 ), cujo trabalho explicou a hereditariedade e fundou a Genética, era filho de camponeses pobres em Brunn, Moravia
( T. Woods, 2005)

Para encerrar:

.

"Bem mais do que o povo hoje tem conciência, a Igreja moldou o tipo de Civilização em que vivemos e o tipo de pessoas que somos. Embora os livros textos típicos das faculdades não difam isso, a Igreja foi a indispensável construtora da Civilização Oriental. A Igreja não só eliminou os costumes repugnantes do mundo antigo, como o infanticídio e os combates dos gladiadores, mas, depois da queda de Roma, ela restaurou e construiu a civilização."
.
(Dr Thomas Woods, PHD de Harvard- EUA/2005)

12 comentários:

  1. Isso quer dizer que não havia faculdades antes da ICAR? Se tu quer dizer isso, tu precisas estudar mais a história grego-romana meu caro..
    De fato a ICAR sempre esteve envolvida na educação dos europeus desde sua criação no século IV. E isso não seria necessariamente um mérito, pois o próprio imperiador Teodósio oficializou o catolicismo como religião oficial do império romano, e assim sucessivamente tornou-se de toda a europa. E obviamente não tardaria para que o catolicismo também estivesse envolvido nas faculdades. Mas mesmo assim, as faculdades continuaram a ser um beneficio a poucos. Ou seja, ao clero e aos nobres. Visto que a maioria da população européia era analfabeta, até o incio do século XIX.
    www.sementedarenovacao.com

    ResponderExcluir
  2. Nossa muita coisa pra ler, mas realmente é alto que me interessa mas que no tem como eu ler agora, estou meio doente e não tenho como fazer algum comentário sobre o texto, sexta devo estar completamente bom já e voltarei para ler e ai sim fazer um comentário referente ao texto.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  3. Na verdade sempre achei que a igreja sempre foi um meio de manipulação desde o começo.

    ResponderExcluir
  4. muiot bem explicativo esta de parabens...

    ResponderExcluir
  5. Prezado Giovanni,

    'Isso quer dizer que não havia faculdades antes da ICAR? Se tu quer dizer isso, tu precisas estudar mais a história grego-romana meu caro..'

    Meu caro, posso dizer, a luz dos estudos históricos, que nenhuma civilização atingiu o ápice que as universidades Católicas, como demontra o estudo abaixo: Em “Science and Creation”, Jaki examina à luz dessa tese sete grandes culturas – a árabe, a babilônica, a chinesa, a egípcia, a grega, a hindu e a maia – e conclui que em todas elas a ciência sofreu um “aborto espontâneo”. “A razão disso é que, por carecerem da crença em um Criador transcendente que dotou a sua criação de leis físicas consistentes, essas culturas conceberam o universo de modo panteísta, como um gigantesco organismo dominado por um panteão de divindades e destinado a um ciclo sem fim de nascimento, morte e renascimento. Isso tornou impossível o desenvolvimento da ciência.
    .
    Para o cristianismo o divino repousa estritamente em Cristo e na Santíssima Trindade, que transcende o mundo; exclui-se assim qualquer tipo de imanentismo e panteísmo, e não se impede os cristãos, muito pelo contrário, de enxergarem o universo como um reino de ordem e previsibilidade, ou seja, em ultima analise como o domínio próprio da ciência.
    (Como a Igreja Católica Construiu a Civilização Ocidental, Thomas Woods, Ed. Quadrante, 2008)
    .
    "De fato a ICAR sempre esteve envolvida na educação dos europeus desde sua criação no século IV. E isso não seria necessariamente um mérito, pois o próprio imperiador Teodósio oficializou o catolicismo como religião oficial do império romano, e assim sucessivamente tornou-se de toda a europa. E obviamente não tardaria para que o catolicismo também estivesse envolvido nas faculdades. Mas mesmo assim, as faculdades continuaram a ser um beneficio a poucos. Ou seja, ao clero e aos nobres. Visto que a maioria da população européia era analfabeta, até o incio do século XIX.
    www.sementedarenovacao.com"

    A Igreja Católica não foi fundada por Constantino no século IV, ela é a própria Igreja que Cristo fundou. E vc não entendeu ainda que as universidades eram sim povoadas de pessoas pobres. como mostra os Canones do concílio de Latrão, III e IV, além dos porpios Historiadores.

    No mais, seus dados estão errados, o que realmente proporcionou o Renacimento e o Iluminismo, foram os grandes avanços intelectuais da Idade Média,nunca vistos anteriormente, como afirmam os historiadores.

    ResponderExcluir
  6. As universidades se originaram da Igreja não por uma benção ou bom ato desta, mas porque elas tinham o monopólio do saber, para enganar o povo, e uma hora precisou-se surgir as universidades.

    abç
    Pobre Esponja

    ResponderExcluir
  7. "A Igreja Católica não foi fundada por Constantino no século IV, ela é a própria Igreja que Cristo fundou."

    isso que os católicos dizem...
    mas não que diz Mateus 16.18
    Que fique bem claro, Jesus não fundou uma instituição, mas iniciou um grupo de pessoas unidas no amor de Deus, por meio do Evangelho de Cristo. Pois a Igreja do Senhor são passoas, e não uma instituição, ou placas, ou denominações, ou templos.
    www.sementedarenovacao.com

    ResponderExcluir
  8. Cara, pela primeira na vez na minha vida achei um blog que falasse sobre a minha grande paixão, história *-*
    É até cómico ler este post, pois nesta semana meu professor de literatura havia nos dito que a universadide foi uma 'invenção católica'. Mas agora pude esclarecer algumas dúvidas.
    Salamanca *--------------* meu grande sonho de consumo, ah, a Europa é tão mágica em relação a isso. Sempre ouvi dizer coisas ruins sobre a Idade Média, mas esta é a parte da história que mais me facina. Tem todos os requisitos que me chamam atenção. Desde os costumes até a música da época, a Era Medieval me facina loucamente *-*
    Vou sair do terceiro ano e me formar em história e ainda serei uma grande historiadora *-*

    ResponderExcluir
  9. Religião é complicado. Cada um tem uma versão.

    Partindo disso, essa é uma boa explicação para os religiosos.

    Parabéns pelo Blog.
    Grande abraço.

    ResponderExcluir
  10. O problema é: que tipo de educação se dava nessas universidades da igreja? Pesquisando se percebe que as universidades financiadas pela igreja se dedicavam a ensinar teologia, leis canonicas e civis, ou seja, obediencia. Só os estudantes de universidades pagas (ou seja, só a nobreza) é que tinham acesso a um conhecimento um pouco mais secular.

    ResponderExcluir
  11. VocÊ esta de brincadeira. FOi a igreja quem deu os primeiros passos para ciencias. Precisa pesquisar melhor.

    ResponderExcluir

Apostolado Shemá
Seja nosso parceiro. Cole o código em seu blog.

VISITE TAMBÉM