ÚLTIMAS POSTAGENS

domingo, 4 de outubro de 2009

Ciência e Fé explicam: A Criação.

* Comentários por Júnior.

.

Para entendermos que a ciência e a fé, explicam juntas Criação do universo, no livro de gênesis, devemos ter como base os sentidos da bíblia, os seus intuitos, e a época que foi escrita.

Os sentidos da bíblia:


A bíblia não é um livro cientifico que podemos sair interpretando como qualquer outro livro acadêmico, ela requer estudos para averiguar qual a verdadeira mensagem que ela nos passa. A bíblia tem vários sentidos, o moral, o histórico, o alegórico, o espiritual, etc. Gênesis é um livro de sentido alegórico, foi escrito pelo povo judeu, para colocar Deus como um monoteísta, diferente dos “deuses” pagãos. O povo judeu não se preocupava muito com os detalhes topográficos, e cronológicos, dias meses e anos presentes nos livros do Antigo Testamento não são exatos, são representações simbólicas.*


A criação

“Com as premissas anteriores podemos compreender que o livro de Gênesis não foi escrito como um livro de ciência naturais, ,mas como obra de espiritualidade. De modo especial o “hexaémeron” (a obra dos seis dias, Gn 1,1-2,4), foi escrito para incutir aos israelitas várias verdades religiosas, entre elas o repouso do Sábado: Deus é mostrado como grande Operário que fez o mundo em seis dias e repousou no sétimo (é uma imagem apenas, Deus não se cansa nem descansa). O autor sagrado usou o modo de pensar de sua época para em relação ao mundo. Deus não quis lhe revelar côo teve origem o mundo, cientificamente, nem os cientistas sabem disto exatamente.

Às vezes se pergunta quantos indivíduos houve na origem da humanidade? Um homem Adão, e uma mulher (Eva)?

D. Estevão Bettencurt explica o seguinte: “A ciência reconhece três hipóteses referente ao número de indivíduos primitivos:

Polifiletismo: muitos troncos ou berços do gênero humano (na Ásia, na África, na Europa);

Monofiletismo: um só berço com muitos casais;

Monogenismo: um só berço com um casal só.

A primeira hipótese (polifiletismo) contraria as probabilidades científicas, não se diga que o gênero humano apareceu sobre a terra com localidades diversas simultaneamente.”

O monogenismo é a tese clássica, e hoje menos considerada como certa.

O que poucos não sabem é que o Monofiletismo, não se opõe a bíblia e é a tese tida como mais correta sobre a criação.

D. Estevão prossegue: “ A palavra hebraica Adam significa homem, não é o nome próprio mas substantivo comum. Por conseguinte, quando o autor sagrado diz que Deus fez Adam, quer dizer que o homem, o ser humano, sem especificar o número de indivíduos.

A origem das raças não exige o polifiletismo. Com efeito: o conceito raça é assaz e flexível, raça resulta de um conjunto de determinados elementos do ser humano ( cor da pele, forma dos olhos, tipos de cabelo,...) todavia a mesclagem desses elementos é variada sobre a face da terra que há uma gama contínua de tipos de indivíduo, branco, negro, amarelo” (Revista, Pergunte e Responderemos, N° 469 – ano 2001)


O Evolucionismo e a Fé:

Como foi mostrado, o livro de Gênesis nos capítulos de 1 a 3 mostra que as criaturas foram criadas por Deus e que são boas. No início um ato criador de Deus, que pode ter partido da matéria caótica e sem forma (as estrelas, o big bang), e que através da evolução , pode ter produzido os seres minerais, vegetais, animais, irracionais, até chegar ao ponto em que Deus cria a alma espiritual e imortal e infunde no primata desenvolvido dando origem ao homem e à mulher.

Como vimos, Deus, em sua infinita sabedoria, realizou um ato que desencadeou o processo evolutivo, que faz com que tudo no mundo se transforme, e por conseguinte, a evolução da matéria, até chegar no homem como matéria e alma.*


Por que a Igreja combateu o Darvinismo?

A Igreja combateu o Darvinismo por ser uma teoria mecanicista que afirma que a evolução na base da luta pela vida, ao caso, movido pela força bruta: as espécies mais fortes teriam vencido, ao passo que as mais fracas teriam perecido. O que a Igreja rejeitou, e rejeita, é essa visão materialista, atéia, que excluí Deus da criação (em relação aos conceitos de evolução, a Igreja nunca foi contra)”

(Ciência e Fé em harmonia, Aquino, Felipe, Ed. Cléofas, 2009, SP)

10 comentários:

  1. A Igreja combateu o uso religioso (por parte de ateus) do darwnismo.

    Porém a modo de pensar em surgimento da humanidade, dentro da Igreja, é comumente relacionado ao monogenismo.

    ResponderExcluir
  2. Não concordo.

    Até entendo que Adam queira dizer homem e que haja muitos erros de tradução. Mas um livro escrito "por Deus" ou através dele não deveria precisar de interpretação nenhuma. Deus seria capaz, com toda sua onisciência, que o povo teria dificuldades em entender aquele manuscrito. E o mudaria para que o entendêssemos melhor. Para que existir o chamado "mistério da fé"? A fé é muito melhor sem mistério algum. Por que esse prazer pelo oculto, por aquilo que não se pode ver, ouvir, cheirar, sentir, degustar?

    Recomendo lerem: A parte divina do cérebro; Religião, psicopatologia e saúde mental; Deus, um delírio; Deus não é grande; A morte da fé; Quebrando o encanto; Carta a uma nação cristã.

    ResponderExcluir
  3. Daniel

    Vamos estabelecer umas coisas: Deus é um Mistério, pois ele é Divino, e não há homem que tenha capacidade de ser portador do conheicmento absoluto. E a Religião não é uma interpretação humana da divindade, se fosse isso não teríamos a vinda de Cristo necessária para a plenitude da revelação divina.

    Sobre seus livros, conheço já o Deus, um delírio, do Dawkins, e o A morte da Fé. Existem muitos post's que foram feitos somente para refutar estes argumentos.


    Recomendo tbm: "Ciêcnia e Fé em Harmonia", "Deus, a Evidência", "O delírio de Dawkins", "As 5 vias" tbm.

    ResponderExcluir
  4. refutar arugumetos de Dawkins? Você? só que acredita em Deus mesmo pra se achar tão especial...foi Deus quem te ajudou a refutar os argumentos?

    ResponderExcluir
  5. Algumas coisas são esclarecedoras, outras nem tanto. Interpretação da bíblia não pode ser feita por qualquer um, pois, já que existem diferentes tipos de religiões, cada uma pode interpretá-la da forma que melhor lhe convém. O correto seria, antes de tentar ler as entrelinhas que a palavra mostra, fazer um curso de teologia ou algo parecido. Seria o mais lógico.

    Abraços

    http://padaquipadai.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. "Mas um livro escrito "por Deus" ou através dele não deveria precisar de interpretação nenhuma."
    TODO livro precis de interpretação.
    Além disso, quem falou que a Bíblia foi escrito por Deus ou através Dele?
    Tá confundindo com o Alcorão.

    "Deus seria capaz, com toda sua onisciência, que o povo teria dificuldades em entender aquele manuscrito."
    Deus seria. A burrice não está no autor, mas no leitor, caso seja um neo-ateu literalista como você.


    Recomendo que leiam
    http://neoateismodelirio.wordpress.com/

    um blog onde o autor desmonta as falácias de Dawkins, Dennet e toda essa cambada.

    ResponderExcluir
  7. Guilherme,

    Obrigado por estar sendo um dos nossos leitores ativos.

    Eu conheço o Luciano, o dono do blog que vc indicou.

    Enfim, já foi demosntrado aqui como os argumentos de Dawkins são falaciosos. Nem os ateus dão crédito a esse petralha.

    ResponderExcluir
  8. Fábio,

    "refutar arugumetos de Dawkins? Você? só que acredita em Deus mesmo pra se achar tão especial...foi Deus quem te ajudou a refutar os argumentos?"
    .
    Meu caro, Dawkins é um polemista nato, ele reserva grande parte do seu livro para mostrar coisas más que ocorrem no mundo por causa da religião, pegando como exemplo os islâmicos, os hindus, critíca a Igreja Católica por estar sempre contra pesquisas com células embrionárias, etc. Ou seja, qualquer coisa de ruim, mostra que Deus não existe. Não existe algo mais irracional que isso.

    ResponderExcluir
  9. Se é irracional a ciencia em favor da salvação da vida, então pq os crentes acreditam no livre arbitrio? Se o seu Deus não quizesse as experiencias cientificas ela simplesmente não existiria, como pode um Deus tão poderoso e oniciente criar algo contra si mesmo...se este Deus existisse seria ao menos uma boa piada...eu não acredito então não considero-o como uma piada, mas a todos que creem deveriam pensar que seguem a um Deus preconceituoso, Fascista, rascista entre tantas outras atrocidades cometidas por ele no antigo testamento...

    como eu sempre falo...a cada 10 cristãos que leem a Biblia 8 deles deixam de ser cristãos, os dois que ainda assim seguem o erro possuem as mesmas caracteristicas desse Deus...

    ResponderExcluir
  10. Fábio Bizarro,
    .
    "Se é irracional a ciencia em favor da salvação da vida, então pq os crentes acreditam no livre arbitrio? Se o seu Deus não quizesse as experiencias cientificas ela simplesmente não existiria, como pode um Deus tão poderoso e oniciente criar algo contra si mesmo...se este Deus existisse seria ao menos uma boa piada...eu não acredito então não considero-o como uma piada, mas a todos que creem deveriam pensar que seguem a um Deus preconceituoso, Fascista, rascista entre tantas outras atrocidades cometidas por ele no antigo testamento..."
    .
    Vc realmente não sabe nada sobre Filosofia e Teologia.
    .
    Por que Deus permite que o homem seja livre e creia no que quiser? Ou seja, dá o livre arbríteo? Por que Deus espera que o homem abrace por LIVRE vontade o seu amor, os seus mandamentos, e a Fé. Deus não pode obrigar ngm a ama-lo. Entende isso?
    .
    "como eu sempre falo...a cada 10 cristãos que leem a Biblia 8 deles deixam de ser cristãos, os dois que ainda assim seguem o erro possuem as mesmas caracteristicas desse Deus..."
    .
    Eu tbm sempre falo: Penso, logo creio.

    ResponderExcluir

Apostolado Shemá
Seja nosso parceiro. Cole o código em seu blog.

VISITE TAMBÉM