ÚLTIMAS POSTAGENS

domingo, 3 de maio de 2009

RITUAL DE ACOLHIDA DO BISPO

Por Anderson Macena
Créditos ao Sr. Jefferson Mousinho grande Liturgista de Recife.




INTRODUÇÃO


A acolhida ao bispo é uma forma de reverência do clero aos fiéis a sua dignidade de Sumo Sacerdote e Sucessor dos Apostólos dentro da hierarquia da Igreja de Cristo.

Antes de tudo é recomendável ao padre ou equipe de liturgia comunicar previamente ao Bispo que o mesmo deverá se apresentar vestido de Batina. Têm-se duas opções a veste talar episcopal ou a veste coral. Lembrando que deverá também estar de roquete branco, cruz peitoral e solidel.


Deve-se estar atento a chegada do bispo. Para que todos comecem a organizar os cantores, comentarista, sineiro e acólitos.
Nesta apostila serão expostas algumas normas para acolhida ao bispo e para preparação da Missa Pontifical.




VESTE DO BISPO PARA A ENTRADA NA IGREJA ANTES DE INICIAR A MISSA PONTIFICAL.


Veste Coral:
Filamentos botões e punhos em cor vermelha.
Faixa em seda ou chamalote de tonalidade violácea. Tecido da batina em cor roxa ou violácea.

Sendo Cardeal: se usa tudo em cor vermelho.

Veste Talar Episcopal:
Filamentos, fôrros e botões em cor vermelha.
Faixa em seda ou chamalote em cor violácea.
Sendo Cardeal: filamentos, botões e faixa em vermelho claro



MISSA PONTIFICAL
O que preparar?
  • Crucifixo para o bispo a beije antes de entrar na igreja
  • Caldeira com Água benta para aspersão dos fiéis durante a estatio
  • Se for missa com a administração de um sacramento preparar o óleo específico.
  • Todos os livros litúrgicos necessários
  • Cadeiras suficientes para o bispo e os concelebrantes se houver
  • Os vasos sagrados em número suficiente

O cerimoniário do bispo deve organizar e orientar seus auxiliares na preparação e esquema da cerimônia. É recomendado que se ensaie a liturgia horas antes ou no dia anterior para evitar erros. Deve-se estar atento e preparado a inconvenientes, como falha no som.
Por isso todos que coordenam a liturgia devem estar atentos o tempo todo.
Algumas normas básicas:

O uso do Báculo:

O Bispo usa o báculo, como sinal do seu múnus pastoral. Aliás, qualquer. Bispo que celebre solenemente o pode usar, com o consentimento do Bispo do lugar. Quando estiverem vários Bispos presentes na mesma celebração, só o Bispo que preside usa o báculo.
Com a parte recurvada voltada para o povo, ou seja, para frente, o Bispo usa habitualmente o báculo na procissão, para ouvir a leitura do Evangelho e fazer a homilia, para receber os votos, as promessas ou a profissão de fé; e finalmente para abençoar as pessoas, salvo se tiver de fazer a imposição das mãos. (Cerimonial dos bispos, 59)
O uso da Mitra:

A mitra, que será uma só na mesma ação litúrgica, simples ou ornamentada de acordo com a celebração, é habitualmente usada pelo Bispo:


  1. Quando está sentado
  2. Quando faz a Homilia
  3. Quando faz as saudações
  4. As alocuções e os avisos, a não ser que logo a seguir tenha de tirar a mitra; quando abençoa solenemente o povo; quando executa gestos sacramentais; quando vai às procissões

O Bispo não usa Mitra:

  1. Nas preces introdutórias
  2. Nas orações; na Oração Universal
  3. Na Oração Eucarística;
  4. Durante a leitura do Evangelho
  5. Nos hinos, quando estes são cantados de pé;
  6. Nas procissões em que se leva o Santíssimo Sacramento ou as relíquias da Santa Cruz do Senhor; diante do Santíssimo Sacramento exposto.

O Bispo pode prescindir da mitra e do báculo quando se desloca dum lugar para outro, se o espaço entre os dois for pequeno.
Quanto ao uso da mitra na administração dos sacramentos e dos sacramentais, observe-se, além disso, o que adiante vai indicado nos res­pectivos lugares.
(Cerimonial dos bispos, 60)

Dirige-se ao bispo o chamando de: “vossa excelência reverendíssima” “excelentíssimo e reverendíssimo Dom..” , “Pastor e guarda solicito da diocese ou Arquidiocese .....” ou sendo cardeal se fala : “excelentíssimo eminentíssimo” " eminência Reverendíssima".


Inicio do ritual de Acolhida ao bispo:


Primeiramente o bispo é recebido ao toque dos sinos. E só devem parar de tocar quando o bispo chegar ao presbitério para que ele faça sua saudação ou visita ao Santíssimo.


O bispo é recebido pelo pároco ou cônego da catedral.
Não tendo é recebido pelo cerimoniário oficial da diocese e ser for uma ordenação também é recebido pelos seminaristas que irão ser ordenados.















Ao entrar na catedral o bispo beija o crucifixo.










O bispo abençoa a água benta

















Dar-se início a estatio.

O Bispo asperge água benta em todos



Dirige--se, para o lugar onde se guarda o Santíssimo Sacra­mento e ai faz uma breve oração; finalmente, vai para o vestiário.
(Cerimonial dos Bispos, 79).





Neste momento finaliza-se a liturgia de “acolhida ao bispo” e começa a missa Pontifical com a procissão de entrada com todos já devidamente paramentados.

PS: Missa Pontifical é o nome dada a Missa que o Bispo ou Bispos celebram, não necessariamente a Missa que tem com presidente o Santo Padre o Papa.

0 comentários:

Postar um comentário

Apostolado Shemá
Seja nosso parceiro. Cole o código em seu blog.

VISITE TAMBÉM