ÚLTIMAS POSTAGENS

sábado, 9 de maio de 2009

Riquezas da Igreja

Elaboração por Nilson Pereira dos Santos Júnior.

Créditos a Prof. Felipe Aquino, que tive o prazer de estar pessoalmente, e considero o maior teólogo da atualidade no Brasil.

Nesses tempos ingratos em que a Santa Mãe Igreja é tão atacada, dentro e fora dela, é preciso meditar nas palavras dos grandes homens e mulheres da Igreja:

Santo Inácio de Antioquia, mártir no Coliseu (†107):
“Onde está Cristo Jesus, está a Igreja católica.” (Carta aos erminenses 8,2)

São João Crisóstomo (350-407), doutor da Igreja; Patriarca de Constantinopla: “Não te afaste da Igreja: Nada é mais forte do que ela. Ela é a tua esperança, o teu refúgio. Ela é mais alta que o céu e mais vasta que a terra. Ela nunca envelhece”.

Santo Ireneu (140-202), mártir, foi disciplino de São Policarpo (mártir de Esmirna), que foi discípulo do evangelista São João:
“Com efeito é à própria Igreja que foi confiado o dom de Deus. É nela que foi depositada a comunhão com Cristo, isto é, o Espírito Santo, penhor da incorruptibilidade, confirmação da nossa fé e medida da nossa ascensão para Deus. Pois lá onde está a Igreja, ali está também o Espírito de Deus; e lá onde está o Espírito de Deus, ali está a Igreja e toda a graça.”

Santo Hipólito (160-235), mártir de Roma:
“A Igreja é o local onde floresce o Espirito”.

São Justino(†165; Apol. 2,7), mártir - Pastor de Hermas (†160; Vis. 2,4,1); Aristides de Atenas(†130; Apol.16, 6)

“O mundo foi criado em vista da Igreja”.

S. Clemente de Alexandria (†215), mártir: “Assim como a vontade de Deus é um ato e se chama mundo, assim também sua intenção é a salvação dos homens, e se chama Igreja(Paed, 1,6)

“Que estupendo mistério! Há um único Pai do universo, um único Logos do universo e também um único Espírito Santo, idêntico em todo lugar; há também uma única virgem que se tornou mãe, e me agrada chamá-la de Igreja.”.
(Paed.1,6)

São Cipriano (†258) – Bispo de Cartago: “A Esposa de Cristo não pode adulterar, é fiel e casta. Aquele que se separa dela saiba que se junta com uma adúltera, e que as promessas da Igreja já não o alcança. Aquele que abandona a Igreja não espere que Jesus Cristo o recompense, é um estranho, um proscrito, um inimigo. Não pode ter Deus por Pai no céu quem não tem a Igreja por mãe na terra”.

S. Agostinho - (354 - 430), bispo e doutor:
“Roma locuta, causa finita” (Roma falou, encerrada a questão).
“A Igreja é o mundo reconciliado”.
(Sermão 96,7,9)

“Quem não crer que a Igreja lhe perdoa os pecados, a esses não lhe serão perdoados os pecados”.
“A Igreja avança em sua peregrinação através das perseguições do mundo e das consolações de Deus”.
(Cidade de Deus 18,51).


“Alegremo-nos, portanto, e demos graças por nos termos tornado não somente cristãos, mas o próprio Cristo. Compreendeis irmãos, a graça que Deus nos concedeu ao dar-nos Cristo como Cabeça? Admirai e rejubilai, nós nos tornamos Cristo, com efeito, uma vez que Ele é a Cabeça, e nós somos os membros, o homem inteiro é constituído por Ele e por nós. A plenitude de Cristo é, portanto, a Cabeça e os membros; que significa isto: a cabeça e os membros? Cristo e a Igreja
( Com. ao Ev. de João 21,8).

“Parece-me salutar fazer essas recomendações aos jovens estudiosos, inteligentes e tementes a Deus, que procuram a vida bem aventurada, que não se arrisquem sob o pretexto de tender à vida feliz e que não se dediquem temerariamente a seguir doutrina alguma das que se praticam fora da Igreja de Cristo”.

“Onde está a Igreja, aí está o Espírito de Deus. Na medida que alguém ama a Igreja é que possui o Espírito Santo. Fazei-vos Corpo de Cristo se quereis viver do Espírito de Cristo. Somente o Corpo de Cristo vive do seu Espírito.”

“Se na Igreja não existisse a remissão dos pecados, não existiria nenhuma esperança, nenhuma perspectiva de uma vida eterna e de uma libertação eterna. Rendamos graças a Deus que deu à Sua Igreja um tal dom”.

São Vicente de Lerins (†450)

“A Igreja de Cristo, cuidadosa e cauta guardiã dos dogmas que lhe foram confiados, jamais os altera; em nada os diminui, em nada lhes adiciona; não a priva do que é necessário, nem lhe acrescenta o que é supérfluo; não perde o que é seu, nem se apropria do que pertence aos outros, mas com todo o zelo, recorrendo com fidelidade e sabedoria aos antigos dogmas, tem como único desejo aperfeiçoar e purificar aqueles que antigamente receberam uma primeira forma e esboço, consolidar e reforçar aqueles que já foram evidenciados e desenvolvidos, salvaguardar aqueles que já foram confirmados e definidos”
(Commonitorium, XXIII).

“Perguntando eu com toda atenção e diligência a numerosos varões, eminentes em santidade e doutrina, que norma poderia achar, segura, enquanto possível genérica e regular, para distinguir a verdade da fé católica da falsidade da heresia, eis a resposta constante de todos eles: quem quiser descobrir as fraudes dos hereges nascentes, evitar seus laços e permanecer sadio e íntegro na sadia fé, há de resguardá-la, sob o auxílio divino, duplamente: primeiro com a autoridade da Lei divina, e segundo, com a tradição da Igreja Católica”
(Commonitorium).

Santo Epifânio (†403), batalhador contra as heresias: “A Igreja é a finalidade de todas as coisas”. (Haer. 1,1,5)

“ Há um caminho real’, que é a Igreja católica, e uma só senda da verdade. Toda heresia, pelo contrário, tendo deixado uma vez o caminho real, desviando-se para a direita ou para a esquerda, e abandonada a si mesma por algum tempo, cada vez mais se afunda em erros. Eia, pois, servos de Deus e filhos da Igreja santa de Deus, que conheceis a regra segura da fé, não deixeis que vozes estranhas vos apartem dela nem que vos confundam as pretensões das erroneamente chamadas ciências” (Haer.59,c. 12s).

São Máximo Confessor (580-662): “Com efeito, desde a descida até nós do Verbo encarnado, todas as Igrejas cristãs de toda parte consideram e continuam considerando a grande Igreja que está aqui em Roma como única base e fundamento, visto que, segundo as próprias promessas do Salvador, as portas do inferno nunca prevalecerão contra ela.” (Opus., PG 91, 137-140).

São Leão Magno (400-461), Papa e doutor da Igreja: “Quem se aparta da confissão da verdade, muda de caminho e o percurso inteiro se torna afastamento. Tanto mais próximo da morte estará quanto mais distante da luz católica.”

S. Básilio, S.Atanásio e outros: “Ubi Petrus, ibi ecclesia; ubi ecclesia, ibi Christus”
– “Onde está Pedro, está a Igreja; onde está a Igreja, está Cristo”.

Santo Ambrósio (340-397), doutor da Igreja:
Da mesma forma que Eva foi formada do lado de Adão adormecido, assim a Igreja nasceu do coração transpassado de Cristo morto na cruz.” (Luc. 2, 85-89).

“No início se davam sinais aos não crentes. A nós, porém, na plenitude da Igreja, importa compreender a verdade. Já não por sinais, mas pela fé”.

“A Igreja é esse navio que navega bem neste mundo ao sopro do Espírito Santo com as velas da cruz do Senhor plenamente desfraldadas.”
(Virg. 18,118)


Santa Catarina de Sena, doutora da Igreja, nos “Diálogos”: “Foi na dispensa da hierarquia eclesiástica que eu guardei o Corpo e o Sangue do meu Filho”.

“Foi no seio da Igreja hierárquica que o Senhor depositou o seu mais precioso tesouro.”

“Tenham a certeza de que quando eu morrer, a única causa de minha morte será meu amor pela Igreja”.

Santa Teresa de Ávila (1515-1591), doutora da Igreja:


“Eu sou filha da Igreja !”

“Em tudo me sujeito ao que professa a Santa Igreja Católica Romana, em cuja fé vivo, afirmo viver e prometo viver e morrer”.

0 comentários:

Postar um comentário

Apostolado Shemá
Seja nosso parceiro. Cole o código em seu blog.

VISITE TAMBÉM