ÚLTIMAS POSTAGENS

quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

Somos Cidadãos do Céu.

Apostolado Shemá.

Por Nilson Pereira dos Santos Júnior

“Quando, porém, vier o Defensor que eu vos enviarei da parte do Pai, o Espírito da Verdade, que procede do Pai, ele dará testemunho de mim. E vós, também dareis testemunho, porque estais comigo desde o começo” (Jô 15,26-27).

Precisamos dar testemunho de Jesus em nossas vidas.É o Espírito Santo, derramado sobre nós, que nos impulsionará a testemunha-Lo ousada e fervorosamente.

É interessante refletir que no mundo existem os artistas e seus fãs. Estes, correm pelos aeroportos, fazem festa, passam madrugadas em claro, brigam com os familiares, desrespeitam os pais,enfrentam quem for preciso para estar perto de seus ídolos.

Eu digo que nenhum artista morreu na cruz por um fã, e nunca morrerá. A indústria é financiada por esta mentalidade que o mundo criou na humanidade. O show da Madona no Brasil teve ingressos de até 600 reais. Um absurdo foi ver o estádio lotado no mesmo país onde morrem crianças por desnutrição. Nós precisamos “Financiar” Nosso Senhor Jesus Cristo por meio de nosso testemunho.

Chegou o momento de as pessoas nos verem erguendo a bandeira de Nosso Senhor Jesus Cristo, capacitados pelo Espírito Santo a dar testemunho da Salvação de Jesus.

Habitualmente os jovens têm em seus quartos objetos, camisetas, pôsteres e tantos outros que indiquem algo amem muito, desde um artista, a time de futebol. Porém poucos são os que possuem algo assim relacionado a Deus e a Igreja. E há alguns que ao colocarem a família reclama. Ó imensa hipocrisia. Quantos hoje falam da alienação do jovem e da juventude perdida na imoralidade? Mas quantos pais de família ao invés de educar o filho na fé da Igreja, o incentivou a ter relações sexuais na adolescência? Quantos filhos hoje são dependentes químicos por causa das ações dos Pais, que incentivaram a bebida e o fumo?

Todos precisam proclamar que Jesus Cristo é o Senhor, que Ele deu o Seu Sangue por nós. É necessário começar por você.

“Ele, existindo em forma divina, não considerou como presa a agarrar o ser igual a Deus, mas despojou-se, assumindo a forma de escravo e se tornando igual ao ser humano. Aparecendo como qualquer homem, humilhou-se fazendo-se obediente até a morte- e morte de cruz! Por isso, Deus o exaltou acima de tudo e lhe deu o Nome que está acima de todo nome, para que,no Nome de Jesus, todo joelho se dobre no céu, na terra e abaixo da terra, e toda língua confesse: “Jesus Cristo é o Senhor” para a glória de Deus Pai.”(Fl 2,6-11)

Quando um jogador de futebol marca um gol, a alegria geral; comemora-se a competência do time; “o gostinho da vitória”, a torcida vibra, explode fogos de artifício, valoriza aquele momento. Ninguém, contudo, se alegra assim com Jesus na Eucaristia. Pessoas de várias faixas etárias passam noites em estádios de futebol, em baladas, e no outro dia vão normalmente trabalhar, dizendo que:“vale a pena fazer um esforço para realizar este sonho.”.

Chegando ao local de trabalho, o testemunho de Jesus Salvador fica vencido pela vergonha. E então, fala-se da novela, do time de futebol, do carro que foi lançado, da vida do vizinho, do filme que lançou no cinema... E Jesus, Salvador do mundo, Redentor da nossa história fica esquecido. Não podemos nos envergonhar de Jesus pois ele mesmo nos falou: “Se alguém se envergonhar de mim e das minhas palavras diante desta geração adúltera e pecadora, também o Filho do Homem se envergonhará dele, quando vier a glória do seu Pai, com seus santos anjos” (Mc,8-38)

Não se importe com aqueles que o chamam de fanático, mesmo dentro da Igreja. Se for para a Glória de Deus que seja assim. Existem os fanáticos por bebida, por futebol, por pecado; e todos são aplaudidos.

O nosso testemunho está em dizermos “Não”, não ao álcool, não a prostituição, e “Sim”, sim a Jesus e aos seus ensinamentos. Quantos jovens não tem coragem de assumir que são virgens? Ou até mesmo tem como meta não chegar a uma certa idade sem ter relações sexuais? Ó juventude sem rumo. É preciso dizer sim a Jesus e as suas palavras.

Centros de prostituição superlotados, e Igrejas vazias. Este quadro tem que mudar, afinal a quem estamos buscando? É preciso que o mundo saiba da nossa condição de Igreja.

“Se o mundo vos odeia, sabei que primeiro odiou a mim. Se fosseis do mundo o mundo vos amaria como ama tudo que é seu; mas não sois do mundo, e porque eu vos escolhi do meio do mundo, e por isso o mundo vos odeia.”(Mc 8,38)

Dar testemunho de Jesus gera sofrimento. Precisamos ser firmes em nossa opção; o ódio do mundo não poderá nos desanimar. O nosso amor por Jesus deve estar acima de tudo.

Enfatizo: é o Espírito Santo quem nos convence a vencer o sofrimento a dar testemunho de Jesus, embora o mundo nos odeie, o amor do Pai é infinitamente maior. Se um jogador de futebol fica realizado vendo os aplausos de seus admiradores, imagine Jesus vendo-nos fazer tudo por Ele. Nossa boca precisa pronunciar continua e corajosamente o nome de Cristo. Assim como quem só vive vendo filmes pornográficos, vive somente falando de pornografia, quem vive no alcoolismo, só sabe falar de alcoolismo, quem vive pelo futebol só sabe falar de futebol e de seu time preferido, quem vive com Jesus, só sabe falar de Jesus, é por isso que o mundo nos odeia.

A nossa bebida é o sangue do Senhor, e o nosso alimento é o corpo do Senhor, temos que levantar em todos os lugares a bandeira de Cristo.

Nós não somos daqui, e isto é o claro. “Eles, dos quais o mundo não era
digno”(Hb 11,38)

JÚNIOR, Nilson Pereira dos Santos, São Paulo, Brasil.

Este artigo está livre para cópia e reprodução desde que seja cedida a fonte do autor.

0 comentários:

Postar um comentário

Apostolado Shemá
Seja nosso parceiro. Cole o código em seu blog.

VISITE TAMBÉM